Pastoral da Criança

Objetivo

 

Reunir as crianças de 0 a 6 anos e mães, em suas respectivas comunidades, pelo menos 1 vez ao mês,em dia de sábado à tarde realizando as seguintes atividades:

  • •Oferecimento de um lanche/chá da tarde;
  • •Celebração da vida/ momento de oração;
  • •Palestra sobre noções de higiene, saúde e vacinação;
  • •Prevenção de acidentes domésticos;
  • •Alimentação saudável, aproveitamento integral dos alimentos;
  • •Brincadeiras e jogos pedagógicos;

 

 

Histórico da pastoral

 

No mundo:

 

A Pastoral da Criança Internacional foi instituida no dia 18 de novembro de 2008, em Montevidéu, no Uruguai. Os fundadores são: Dom Geraldo Majella Agnelo – Cardeal Arcebispo Primaz de Salvador (BA) e fundador da Pastoral da Criança, Dom Odilo Pedro Scherer – Cardeal Arcebispo de São Paulo, Monseñor Carlos M. Collazzi – Bispo da Diocese de Mercedes e Presidente da Conferência Episcopal Uruguaia, Dra. Zilda Arns Neumann – Fundadora da Pastoral da Criança, Sr. Jorge Gerdau Johannpeter – Diretor Presidente da Gerdau. O Conselho Administrativo é composto por Dom Geraldo Majella Agnelo, Monseñor Luis del Castillo – Bispo da Diocese de Melo no Uruguai, Sra. Maria Laura Bulanti, Sr. Maurilio Leopoldo Schmitt e Dr. Nelson Arns Neumann. 

Como no Brasil, os objetivos da Pastoral da Criança Internacional são a promoção de atividades para redução da mortalidade infantil e materna, da desnutrição e da violência familiar, bem como o desenvolvimento integral das crianças, desde a sua concepção, em seu contexto familiar e comunitário.

No Brasil:

 

Em 1982, o então Cardeal de São Paulo, Dom Paulo Evaristo Arns encontrou o diretor executivo da UNICEF da época, James Grunt em uma reunião na Suíça sobre a paz mundial promovida pela ONU. Grunt sugeriu ao Cardeal uma ação da Igreja Católica brasileira para reduzir a mortalidade infantil.

A CNBB encampou a idéia. Para desenvolver tal projeto, D. Paulo convocou sua irmã, a médica sanitarista Zilda Arns, com o apoio do Dom Geraldo Majella Agnelo, na época Arcebispo de Londrina. O trabalho iniciou-se em 1983, na Paróquia de São João Batista, município de Florestópolis, Arquidiocese de Londrina, no estado do Paraná. Este município foi eleito por apresentar uma alta taxa de mortalidade infantil (127 crianças para cada mil nascidas). Após um ano de atividades, a mortalidade infantil foi reduzida para 28 crianças para cada mil nascidas.

Diante do sucesso, no ano seguinte, o trabalho da Pastoral da Criança se expandiu para outras regiões brasileiras com apoio dos bispos. Atualmente, mais de 260.000 voluntários acompanham o desenvolvimento de quase 1,8 milhões de crianças de 0 a seis anos e quase 94 mil gestantes em 42 mil comunidades pobres, de 4.066 municípios, em todos os estados do país.

A partir do início de 2008, a Pastoral da Criança passou a ser coordenada pela Irmã Vera Lúcia Altoé, a primeira sucessora da Dra. Zilda Arns Neumann. Juntamente com a Irmã Vera Lúcia, um novo Conselho diretor assumiu os trabalhos na Pastoral da Criança, sendo constituído por Dom Aldo di Cillo Pagotto – Presidente do Conselho Diretor, Silvio da Rocha Santa’Ana – Tesoureiro do Conselho Diretor e Ana Ruth Rezende Góes – Secretário do Conselho Diretor.

Na diocese:

 

A Pastoral da Criança da Diocese de Osasco iniciou-se a cerca de 24 anos e conta com atuação em 12 municípios, a Pastoral trabalha pelo desenvolvimento da criança, oferecendo auxílio nas áreas de saúde, educação, nutrição e cidadania atuando nas comunidades pobres da região

No setor:

Sabe-se que no setor o trabalho da Pastoral da Criança acontece em algumas comunidades.

Na paróquia:

Alguns anos atrás, algumas comunidades da Paróquia santo Antônio realizavam um belo trabalho também com a Pastoral da Criança.

Neste ano de 2010 o Pároco Padre Pedro tem como objetivo reavivar esta Pastoral em todas as comunidades

Na paróquia:

 

Alguns anos atrás, algumas comunidades da Paróquia santo Antônio realizavam um belo trabalho também com a Pastoral da Criança.

Neste ano de 2010 o Pároco Padre Pedro tem como objetivo reavivar esta Pastoral em todas as comunidades

 

Coordenador: Josiane Maria Robles Pereira

Vice-coordenador: Nathanael do Amparo

Comunidade: Matriz

Integrantes da equipe:

Matriz

– Cláudia catequista

– Marluce

– Elite

– Melina R. F. Pereira

Comunidade São Jorge

– Marta

Comunidade São Francisco

– Cristina

Comunidade Nossa Senhora da Anunciação

– Néia

– Aninha

– Terezinha

– Sonia

– Clara

– Marli

Comunidade Rio Cotia

–Terezinha

– Maria

Comunidade São José Operário

– Laurinda